RPA, IA e Integração – Coloque sua empresa no mundo digital

RPA

Você conhece RPA e IA? Todos os gestores já ouviram falar dessas siglas, apesar de muitos não saberem o que exatamente significam. Dentro do mundo digital, são ferramentas aplicadas ao cotidiano de diversas organizações, com uso crescente e muitos resultados obtidos.

Antes de mais nada, destacamos que essas tecnologias são muito mais comuns do que imaginamos. Quando entramos em contato com uma empresa que nos responde de forma automática, por exemplo, pode ser um caso de RPA. Da mesma forma, nossas escolhas de filmes e séries na Netflix são guiadas por IA. Sendo assim, estamos diante de ferramentas relativamente comuns, e que podem revolucionar as atividades de sua empresa.

Por isso, a C8L! traz este texto explicando um pouco sobre estes termos e dando exemplos de como sua empresa pode se beneficiar deles.

RPA – Automação Robótica de Processos

O termo RPA (em inglês, Robotic Process Automation) diz respeito a atividades nas quais a empresa coloca um sistema de automatização, como o nome diz. Não é a Inteligência Artificial pura, apesar de muitas vezes as duas tecnologias estarem conectadas. A RPA é feita por meio de softwares (também chamados robôs) que executam tarefas repetitivas e de baixo grau de complexidade.

Nesse sentido, atividades como atendimento ao cliente, verificação de documentos em auditorias e até mesmo atualizações de sistemas poderiam ser feitos pro RPA. Além disso, é simples integrar essas funções com outros sistemas da empresa, como o ERP. Somente para se ter uma ideia do potencial do RPA na redução de custos e aumento da eficiência, o site DTA publicou um estudo muito interessante. Um banco implementou 85 bots em 13 processos diferentes. Isso gerou interação com 1,5 milhão de solicitações em um ano, o que representaria 200 funcionários em tempo integral – com aproximadamente 30% do custo apenas.  Outro forte motivo para implementação do RPA é que os colaboradores poderiam dedicar-se a tarefas mais complexas, deixando o serviço repetitivo para os softwares realizarem.

IA – Inteligência Artificial

Do mesmo modo que a RPA, a Inteligência Artificial – ou simplesmente IA – pode agilizar e baratear processos para as empresas. O principal diferencial da IA em relação à RPA é a aprendizagem. Enquanto a automatização por robôs não prevê necessariamente a adaptação das atividades por meio de um sistema de aprendizado, na IA essa condição é básica. Na prática, o software é capaz de se adaptar a mudanças no cenário e até mesmo tomar decisões por si só.

Há vários setores em que a IA já se destaca. Talvez a forma mais conhecida seja o chatbot, aqueles robôs que nos atendem em bancos, sites e aplicativos. Entretanto a tecnologia já está muito mais evoluída. É possível hoje uma escola ou universidade colocar IA para corrigir provas dentro de um padrão. Os aspectos estatísticos e preditivos tão importantes para vendas e marketing também podem ser colocados em forma de IA, assim como decisões jurídicas e textos jornalísticos.

Por fim, assistentes pessoais e mecanismos de segurança de sistemas, sites e aplicativos também se beneficiam da implantação da Inteligência Artificial.

Integrando RPA e IA aos sistemas da empresa

Juntamente com a implementação da RPA e da IA, é importante que essas tecnologias sejam completamente integradas aos sistemas da empresa. Falamos neste texto aqui sobre a importância de um ERP, mas a ideia básica da RPA e IA é automatizar processos. Para isso, é fundamental que a empresa tenha seus processos digitalizados. Desde a entrada da matéria-prima até a saída do produto final, passando por toda a parte administrativa, as empresas podem e digitalizar suas atividades. Bem como a redução de custos, isso gerará melhores resultados e também segurança dos dados.

Outro ponto a ser abordado é a adaptação à LGPD, cujo teor tratamos neste texto aqui, gerando assim segurança jurídica à organização. Ter todos os dados acessíveis em tempo real não é mais diferencial: é condição mínima para crescimento. As empresas que não optarem por este modelo em um espaço curtíssimo de tempo irá sucumbir às demandas tecnológicas criadas pelo próprio mercado. Imagine que você não tenha um sistema para integrar com seus clientes e fornecedores, por exemplo. Isso impedirá que muitos negócios sejam concretizados, e a médio e longo prazo significará a morte da empresa.

O Uso de RPA e IA vai acabar com os empregos para os humanos?

Antes que alguém pergunte, nós mesmos lançamos a polêmica: este tipo de serviço vai substituir muitas vagas de emprego? A resposta é simples e positiva. Certamente muitas pessoas perderão seus postos de trabalho por causa da automatização de processos e pela inteligência artificial. Porém, a RPA e a IA são uma revolução necessária causada pela evolução, e não o fim dos tempos.

Quando a energia elétrica foi criada, milhares de acendedores de lampião perderam seus empregos e foram absorvidos como eletricistas depois. Da mesma forma, muitas pessoas perderão seus postos de trabalho tradicionais, mas oportunidades se abrirão nas áreas de programação, cibersegurança, criação e manutenção de softwares. Estamos em meio a uma transformação digital e social, na qual as relações e postos de trabalho estão em constante mudança. É difícil fazermos um prognóstico de qual será a situação laboral daqui a um tempo, porém conseguimos afirmar sem dúvidas que mais cedo ou mais tarde todas as empresas irão aderir à RPA e à IA, seja por filosofia ou necessidade.

Utilize RPA e IA na sua empresa com a ajuda da C8L!

Ficou interessado em RPA e IA? Entre em contato com a C8L! agora mesmo e veja quais são as soluções que temos para sua empresa. Certamente temos algo em automatização e integração que cabe no seu orçamento e atende à sua demanda!

Open chat